Sem querer vamos hipotecando a nossa vida, sem querer deixamos nos levar por promessas e contratos que nem sempre os queríamos fazer e que as circunstancias fazem com que aceitemos.

Achei piada ao termo hipotecar, porque na realidade entregamos hoje tudo na mão de outros, as crianças e a sua educação fica entregue às creches, infantários e afins... Raramente vejo crianças na rua, tenho o exemplo em casa... a minha sobrinha tem 4 anos e até pouco tempo nunca tinha brincado na rua. Eu lembro-me muito bem de vir da escola a correr (e ficar com os joelhos esfolados) para casa da minha avó, comer a pressa e para poder ir brincar para a rua, jogar a macaca, apanhada, andar de skate e até cair de bicicleta! Hoje não vejo a minha sobrinha a fazer nada disso, aprendeu a brincar sozinha, com os videojogos ou então com a imensidão de brinquedos que tem...

Nos hipotecamos o futuro dos mais pequenos quando não os deixamos voar!

Mas se não temos consciência que o fazemos com nós próprios não podemos mudar o que fazemos com os outros!
Tita a 26 de Maio de 2009 às 18:08